NOSTALGIA
3ª Noite de Fados de Assentis

Poucos, mas bons!
 
O Centro Recreativo e Cultural de S. António, de Assentis, realizou uma noite de fados no passado dia 1 de Fevereiro, na sede da colectividade.
Os fadistas convidados foram Zé Português, Rosarinho e Vasco Serra, acompanhados por Joaquim Rocha, na guitarra e Rui Miqueles, na viola.
Apesar do frio, a sala esteve composta, embora aquém da expectativas. Foram poucos, mas bons. Em anos anteriores, a aderência foi superior, fruto, quem sabe, da propalada crise económica que o país atravessa.
Aqueles que ficaram em casa, perderam uma excelente oportunidade para ouvir o padre da freguesia, António José, cantar dois fadinhos. O nosso ex-presidente ficou roidinho de inveja, encheu-se de coragem e foi também mostrar os seus dotes, até agora desconhecidos. Cantou (ou fingiu) também dois fadinhos e foi presenteado com uma merecida salva de palmas. Só foi pena que agora a direcção tenha que substituir os vidros das janelas e dar um retoque na estrutura do edifício porque rachou.
De qualquer forma, Carlos Conde Vieira está de parabéns, pois fez melhor do que eu e de que todos os presentes. De resto só o padre e a mulher do Manuel Pouseiro lhe fizeram frente.

Só eu sei porque não fiquei em casa!
Por outro lado, como toda a gente sabe, a noite de fados foi organizada pelo departamento de futebol. Como tal, foi pena que a população não tenha aderido a esta iniciativa. Às vezes, é mais fácil criticar quem trabalha e é mais fácil ir para a bancada chamar nomes aos jogadores e ao treinador. Cada um sabe de si e cada um terá as suas razões. Enfim, as acções ficam para quem as pratica.
Mas, como dos fracos não reza a história, vamos todos apoiar a nossa equipa para que daqui a seis jogos possamos gritar: ASSENTIS CAMPEÃO!!!

Nuno Matos

E para mais tarde recordar aqui ficam algumas fotos dessa noite tão bem passada.