NOSTALGIA
Piquenique no Vale - 16 Jun 2002
Piquenique à maneira
E quem não “bueu, buesse”!!!
Veja o album completo de fotos.

Depois de algumas semanas de ansiedade pelo grande momento, finalmente teve lugar o grande churrasco no pinhal, ou piquenique, ou valor máximo recomendado de álcool no sangue (!), ou como lhe queiram chamar. O descomunal evento realizou-se na tarde do dia 15 de Junho, num pinhal “perto de nós” e foi beber até cair para o lado. (Como se pode ver nas fotos!). Contudo, convém salientar o azar de alguns: o porco, que foi devorado, o Arnaldo, que teve o azar de ser atropelado por um banco e o “70”, que teve o azar de ver destruído o seu John Deer, de 1924. De resto, tudo correu perfeitamente.
Em poucas palavras, para não ser maçador, vou tentar contar algumas peripécias que se passaram na tarde-noite do dia 15.

Vítor “Lobo Branco” – tem a mania que é piloto de corridas, mas uma azinheira mal plantada, ia-lhe partindo uma asa.

Luís “Pastor” – tem a mania que é batoteiro, mas o Pinto estava de “olho aberto” e viu a marosca.

Sapo, Zé Pêra, Perdigão, Jorge e mais alguns – têm a mania que sabem derrubar o pau à “malhada”.

Cartaxo – levou o balão dentro do bolso, mas como é tudo gente porreira, só passou uma multa ao Coelho por andar com os faróis de nevoeiro ligados (parece que não dorme em casa há 3 anos).

Evitam de já estar a pensar em mim...

Manel Conde – foi o homem dos holofotes, mas assim que a noite caiu ficamos às escuras.

Chefe, Xona e Luís Marreta – estiveram oito horas consecutivas a discutir futebol. Nem comeram.

João Luís “tarram tan tan” – andou a recolher pregos velhos para reciclar. Objectos que foram usados pelos antepassados do Zé Costa para pregar os tabuleiros das passas.

Ismael e Arnaldo – a velha guarda: bebem até cair para o lado. E se não for para o lado é para trás ou para a frente. Ou tropeçam em alguma coisa.... Gandas malucos!

Toni Batata – trocou a carne de porco por pastéis de nata.

Palhaça – a cabeça mais ajuizada do repasto.

Zé das Medalhas – apareceu na sua BSA, de 1520.

Pepe – matou o porco a tiro.

Zé Costa – paparazzi de serviço. Tem jeito. E futuro.

Lafarugas – é a mascote que durante o sono sonha que é camionista.

E eu (é o que todos estão à espera).

Pronto, vou contar - Fui dar uma volta de mota pelos pinhais às três da manhã, com outro maluco, mas de repente acabou-se a estrada e a mota caiu.....

Felizmente, nem me sujei!

Uma palavra de agradecimento para o dono do “restaurante”.

Espero não ter ofendido ninguém e se me esqueci de algum, que me perdoe. Pague-me uma cerveja.....

Um abraço para todos

Nuno Matos